O estudo das fontes do Direito Internacional Público principia com a leitura do artigo 38 do Estatuto da Corte Internacional de Justiça.

Ao citado dispositivo poder-se-ia acrescentar, na hora atual, as seguintes fontes: