O desenvolvimento de sistemas vem sendo cada vez mais realizado a partir de metodologias para orientação a objetos. De fato, o paradigma da orientação a objetos encontra-se bastante amadurecido, e os processos de desenvolvimento que usam tais conceitos são suportados por uma diversidade de ferramentas CASE.

Acerca do processo de análise e do projeto orientado a objetos, julgue o item abaixo.
 
Em um modelo de software orientado a objetos, o particionamento de um software é feito considerando-se entidades de software que possuam um significado em si mesmo (objetos) e mantenham necessariamente estreita relação de correspondência com entidades encontradas no mundo real que está sendo modelado.