O conceito de justiça social envolve de outros princípios, segundo os quais a distribuição, entre todos os membros da sociedade, dos bens materiais, culturais, espirituais, etc., nela contidos, ou por ela produzidos, deveria fazer-se segundo as três premissas seguintes:

- a distribuição entre todos, de parte substancial dos bens econômicos produzidos pela sociedade, deveria ser tão igual e equitativa quanto humanamente factível;

- a outra parte deveria permanecer com as pessoas como retribuição ao seu talento, esforço e mérito e à quantidade e qualidade da sua contribuição pessoal para a geração dos bens e/ ou da riqueza nacional;

- competiria ao Estado defi nir a quantidade, a ocasião e a forma com que cada pessoa contribuirá para tornar acessível a todos uma parte do que ganha, produz ou possui.

(Said Farhat, Justiça Social. Dicionário Parlamentar e Político http://www.politicaecidadania.com.br /site/dicionario_main.asp?strVerbete. Acesso em 3/6/2010, com adaptações)

Considerando a continuidade do parágrafo, julgue as possibilidades de outra redação para os itens que constituem a enumeração das "três premissas", em destaque no texto acima.

I. primeiramente, a distribuição entre todos, de parte substancial dos bens econômicos produzidos pela sociedade, deveria ser tão igual e equitativa quanto humanamente factível; em segundo lugar, a outra parte deveria permanecer com as pessoas como retribuição ao seu talento, esforço e mérito e à quantidade e qualidade da sua contribuição pessoal para a geração dos bens e/ou da riqueza nacional; competiria, por fim, ao Estado definir a quantidade, a ocasião e a forma com que cada pessoa contribuirá para tornar acessível a todos uma parte do que ganha, produz ou possui.

II. a distribuição entre todos, de parte substancial dos bens econômicos produzidos pela sociedade, deveria ser tão igual e equitativa quanto humanamente factível, seria a primeira, a outra parte deveria permanecer com as pessoas como retribuição ao seu talento, esforço e mérito e à quantidade e qualidade da sua contribuição pessoal para a geração dos bens e/ou da riqueza nacional. E competiria ao Estado definir a quantidade, a ocasião e a forma que cada pessoa contribuirá para tornar acessível a todos uma parte do que ganha, produz ou possui, seria a terceira.

III. as duas primeiras seriam: a distribuição entre todos, de parte substancial dos bens econômicos produzidos pela sociedade, deveria ser tão igual e equitativa quanto humanamente factível; e a outra parte deveria permanecer com as pessoas como retribuição ao seu talento, esforço e mérito e à quantidade e qualidade da sua contribuição pessoal para a geração dos bens e/ou da riqueza nacional. Como terceira competiria ao Estado definir a quantidade, a ocasião e a forma com que cada pessoa contribuirá para tornar acessível a todos uma parte do que ganha, produz ou possui.

Estão respeitadas a coerência entre os argumentos e a correção gramatical apenas em