No balancete de 31 de outubro de 2000, o Banco Bom S/A apresentava a conta Ações em Tesouraria com saldo devedor de R$115.000,00, constituído pelo custo de aquisição de suas próprias ações, adquiridas em operação realizada no dia 5 do mesmo mês.

No mesmo dia 31 de outubro o Banco conseguiu vender metade dessas ações, a vista, por R$72.000,00. Segundo as regras do COSIF, o lucro obtido na transação deve ser registrado a crédito de