A denominada Revolução Acreana corresponde a um processo de luta que conheceu, a rigor, quatro momentos distintos. O primeiro, de abril de 1899, foi marcado pelo levante de produtores brasileiros, liderados por José de Carvalho, que exigia a retirada da representação boliviana da região. O segundo, de julho de 1899, teve no espanhol Luís Galvez Rodrigues de Arias, apoiado pelo governador amazonense Ramalho Júnior, sua maior liderança, que chegou a proclamar a República Independente do Acre. O terceiro, de 1900, também iniciado na capital do Amazonas, ficou conhecido como a República dos Poetas, dos Românticos ou Expedição Floriano Peixoto. Por fim, a Revolução Acreana propriamente dita, sob o comando de José Plácido de Castro, que fez de seringueiros autênticos homens de combate. A partir de Xapuri, os combatentes chegaram a Porto Acre. A 24 de janeiro de 1903, depois de nove dias de intensos combates, a bandeira branca boliviana assinalava a vitória final dos acreanos.

Tendo nas informações acima uma referência inicial, e acerca da história acreana, assinale a opção correta.