Comutação Telefônica



            Sistemas via satélite geoestacionário vêm sendo empregados no estabelecimento de redes de telefonia fixa para interconectar usuários tanto residenciais quanto empresariais, espalhados em vastas regiões do globo. Essas redes via satélite permitem conectar usuários a sistemas de telefonia fixa comutada (STFC), garantindo flexibilidade e uma relação custo-benefício atraente, principalmente em países em desenvolvimento ou que possuem grandes áreas a serem atendidas, como no caso do Brasil. A figura acima ilustra uma rede que usa tecnologia VSAT (very small aperture terminals) e os seus principais elementos, que são utilizados no estabelecimento e na conexão de redes de telefonia fixa via satélite geoestacionário.

Considerando as informações apresentadas e que a rede VSAT mostrada utilize apenas um transponder de satélite, julgue o item seguinte.

Redes de comunicação como a apresentada na figura podem ser estabelecidas empregando-se tanto a tecnologia SCPC (single channel/connection per carrier) quanto a tecnologia TDMA (time-domain multiple access), no acesso aos recursos do satélite, sendo que ambas permitem a alocação por demanda e podem empregar técnicas de modulação digital para o envio e a recepção de informação.

Uma empresa que tem dois escritórios distantes um do outro de alguns quilômetros quer interligá-los por meio de um enlace de rádio, por onde trafegarão dados e voz.

Julgue o item a seguir, relativo a especificações hipotéticas desse enlace de rádio.

Caso a capacidade do enlace seja de 2,048 Mbps, no máximo 32 ligações telefônicas poderão acontecer simultaneamente entre os dois escritórios. Como parte dos bits transmitidos deve transportar informações de sinalização, na realidade, o número máximo de ligações simultâneas será menor que 32.
A telefonia e a comunicação de dados estão fundamentadas no conceito da comutação. Naturalmente, enquanto a base da telefonia fixa está relacionada à comutação de circuitos, a comutação de pacotes é própria da comunicação de dados. Os dois modos de comutação têm diferenças bastante claras. Com relação à comutação, julgue o item que se segue.

A telefonia fixa digital é a evolução natural da telefonia analógica. Em particular, a telefonia digital utiliza comutação de pacotes para encaminhamento da chamada e, uma vez que o caminho da chamada esteja estabelecido, comutação de circuitos.
A montagem de grandes redes corporativas de telefonia envolve a definição de diversos aspectos, que vão desde a ligação física de ramais até a interconexão de sítios geograficamente distribuídos e a prestação de serviços inteligentes de telefonia. A respeito das redes de telefonia corporativas, julgue o item subseqüente.

A ligação de redes corporativas (privadas) a redes públicas de telefonia por enlaces cabeados pode ser realizada por meio de troncos digitais ou analógicos. No primeiro caso, a solução mais comum no Brasil utiliza enlaces que provêm vários canais multiplexados no tempo. No segundo, a solução mais comum envolve o uso de um enlace físico (par metálico) por tronco instalado.
A montagem de grandes redes corporativas de telefonia envolve a definição de diversos aspectos, que vão desde a ligação física de ramais até a interconexão de sítios geograficamente distribuídos e a prestação de serviços inteligentes de telefonia. A respeito das redes de telefonia corporativas, julgue o item subseqüente.

Ao contrário das redes de dados, as redes de telefonia utilizam um plano de endereçamento estático. Um serviço inteligente que possibilita compensar algumas limitações desse modelo de endereçamento é o serviço denominado siga-me, por meio do qual chamadas para um endereço são redirecionadas para outro. Entretanto, como reflexo do endereçamento estático, o redirecionamento precisa ser explicitamente programado pelo usuário ou pela operação da rede.