Competências e habilidades do administrador

A habilidade gerencial voltada para o aprendizado da administração, a partir do estoque de conhecimentos existentes, desde a definição de objetivos e a formulação de políticas até ao conjunto de idéias sobre estruturas, processos e comportamentos organizacionais, é a habilidade


            Novas competências começam a ser exigidas pelas organizações, que reinventam sua dinâmica produtiva, desenvolvendo novas formas de trabalho e de resolução de conflitos. Surgem novos paradigmas de relações das organizações com fornecedores, clientes e colaboradores. Nesse contexto, as relações humanas no ambiente de trabalho têm sido foco da atenção dos gestores, para que sejam desenvolvidas habilidades e atitudes necessárias ao manejo inteligente das relações interpessoais.

Tendo o texto acima como referência inicial e considerando aspectos relevantes das relações humanas no ambiente de trabalho, julgue o item que se segue.

Um dos requisitos atuais de sucesso das organizações fundamenta-se no conceito de inteligência emocional dos gestores.
Uma organização pode ter a sua escala hierárquica determinada de acordo com alguns critérios estabelecidos pela organização, como o porte e a estrutura, dentre outros critérios. Porém, existem três níveis administrativos que representam como as atividades e responsabilidades da organização são estabelecidas.

Esses três níveis administrativos são:

Para Mintzberg, a formação de gerentes está baseada no desenvolvimento de oito habilidades, dentre as quais está a de ser empreendedor, que envolve a
Podemos já vislumbrar o modo pelo qual a valorização de fatores subjetivos representa uma abertura para a melhoria de todos os recursos funcionais envolvidos. Evidentemente, a mobilidade dos capitais internacionais agrega valor ao estabelecimento dos modos de operação convencionais. Neste sentido, o surgimento do comércio virtual nos obriga à análise do sistema de participação geral. Por conseguinte, a competitividade nas transações comerciais causa impacto indireto na reavaliação das regras de conduta normativas.