Comércio Mundial
A prática cotidiana prova que a contínua expansão de nossa atividade representa uma abertura para a melhoria do sistema de participação geral. O incentivo ao avanço tecnológico, assim como a complexidade dos estudos efetuados auxilia a preparação e a composição do processo de comunicação como um todo. No entanto, não podemos esquecer que o julgamento imparcial das eventualidades promove a alavancagem do fluxo de informações. As experiências acumuladas demonstram que a estrutura atual da organização assume importantes posições no estabelecimento das condições inegavelmente apropriadas.
Observe o gráfico para responder à questão.
 
 
(http://www.desenvolvimento.gov.br/sitio/interna/interna.php?area=5&menu=571)
 
A leitura do gráfico permite afirmar que, em 2013, as relações comerciais entre o Brasil e o Mercosul
Questão anulada
Analise as tabelas abaixo.
 
EXPORTAÇÕES DA VENEZUELA
(Jan-ago/2005)
Destino US$ milhões (%)
EUA 3.531 49,2
Colômbia 662 9,2
México 283 3,9
Países Baixos 355 4,9
Equador 172 2,4
Espanha 162 2,3
Canadá 162 2,3
Itália 152 2,1
Japão 138 1,9
China 122 1,7
BRASIL 111 1,5
Peru 100 1,4
Total 7.178  
 
 
IMPORTAÇÕES DA VENEZUELA
(Jan-ago/2005)
Origem US$ milhões (%)
EUA 3.834 31,9
Colômbia 1.304 10,8
BRASIL 1.143 9,5
México 738 6,1
China 478 4,0
Total 12.032  
 
O Globo, 12 mar.2006.
 
A partir dos dados sobre as exportações e importações da Venezuela, está correto afirmar que:
A expansão do comércio internacional se deu em ritmos diferentes, mas sempre positivos, nas últimas décadas, refletindo ou contribuindo para transformações, de naturezas diferentes, em nível mundial.

São algumas dessas transformações, EXCETO:
China
 
 
http://domacedo.blogspot.com.br/2011/04/charge-da-china.html. Acesso em 17 de outubro de 2012.
 
O contraste das situações econômicas evidenciadas na charge tem como explicação: