Classificação Internacional de Funcionalidade (CIF)
A atuação do terapeuta ocupacional, no campo da saúde do trabalhador, deve estar articulada às demais ações de saúde e inserida em uma equipe multidisciplinar.

A respeito dessa área de atuação da terapia ocupacional, julgue o próximo item.

A Classificação Internacional de Funcionalidade (CIF), apesar de poder ser aplicada como uma excelente ferramenta clínica e de pesquisa, mostra-se inadequada na reabilitação profissional por não agregar as funções fisiológicas aos fatores ambientais.
A Classificação Internacional de Funcionalidade (CIF), publicada pela Organização Mundial da Saúde, vem despertando grande interesse em profissionais da área de saúde do trabalhador. A respeito desse assunto, julgue o item subsecutivo.

A Classificação Internacional de Doenças–10 (CID–10) é um modelo dinâmico e, juntamente com as divisões da CIF — funcionalidade e fatores contextuais —, pode descrever qualquer estado de saúde ou de funcionalidade.
A Classificação Internacional de Funcionalidade (CIF), publicada pela Organização Mundial da Saúde, vem despertando grande interesse em profissionais da área de saúde do trabalhador. A respeito desse assunto, julgue o item subsecutivo.
 
A CIF apresenta uma concepção biomédica essencialmente centrada no indivíduo portador de deficiência.
A Classificação Internacional de Funcionalidade (CIF), publicada pela Organização Mundial da Saúde, vem despertando grande interesse em profissionais da área de saúde do trabalhador. A respeito desse assunto, julgue o item subsecutivo.
 
No contexto da CIF, observa-se uma lacuna entre capacidade e desempenho, a qual reflete a diferença entre os impactos do ambiente uniforme e os do ambiente habitual, fornecendo orientação útil acerca do que pode ser modificado no ambiente do indivíduo para melhorar seu desempenho.
A CIF (Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde) é uma classificação com múltiplas finalidades, elaborada para servir a várias disciplinas e setores diferentes. Dentre seus objetivos específicos podemos destacar:

I. Permitir a comparação de dados entre países, entre disciplinas relacionadas com os cuidados de saúde, entre serviços, e em diferentes momentos ao longo do tempo.

II. Estabelecer uma linguagem comum para a descrição da saúde e dos estados relacionados com a saúde, para melhorar a comunicação entre diferentes utilizadores, tais como, profissionais da saúde, pesquisadores, gestores, organizações da sociedade civil e usuários em geral.

Estão corretas as afirmativas: