Classificação e espécies de contratos administrativos
Acerca dos contratos administrativos, julgue os itens que se seguem.

A administração pública pode firmar certas espécies de contratos administrativos com vigência que ultrapasse o plano plurianual.
Quanto aos contratos, no âmbito do direito administrativo brasileiro, julgue o item a seguir.

Os contratos de gerenciamento são espécie de contrato administrativo expressamente prevista na Lei n.º 8.666/1993.
O ato administrativo é um ato jurídico, pois se trata de uma declaração que produz efeitos jurídicos. Sendo ato jurídico, aloca-se dentro do gênero fato jurídico. Este se define como qualquer acontecimento a que o direito imputa e enquanto imputa efeitos jurídicos. O fato jurídico, portanto, pode ser um evento material ou uma conduta humana, voluntária ou involuntária, preordenada ou não a interferir na ordem jurídica. Basta que o sistema normativo lhe atribua efeitos de direito para qualificar-se como um fato jurídico.

Celso Antônio Bandeira de Mello. Curso de direito administrativo. 14.a ed. São Paulo: Malheiros, 2002, p. 333 (com adaptações).

Em relação ao ato e ao contrato administrativo, julgue o item seguinte.

São contratos administrativos todos os contratos do poder público com particular, seja pessoa física ou jurídica, para o atingimento de interesse público e sujeitos à legislação em vigor.
Com relação aos atos administrativos, julgue o item que se segue.

A celebração de um contrato de abertura de conta corrente entre um banco público e um particular pessoa física é exemplo de ato administrativo.
Considerando os ensinamentos doutrinários acerca dos atos e contratos administrativos, é possível entender que concessão de uso de bem público é: