Behaviorismo

            Márcia, que tem 16 anos de idade e é filha de pais separados, mora com a mãe e a avó. Ultimamente, ela vem apresentando um quadro de ansiedade, com intenso medo de sair de casa, de ficar sozinha, inclusive; só o fato de pensar nessa possibilidade desencadeia crise de falta de ar e taquicardia, associada com intenso temor de morrer. Nos momentos em que sente falta de ar e taquicardia, ela solicita que a levem ao pronto-socorro de imediato, porém, em todas essas ocasiões, nenhuma causa orgânica é identificada. Sua mãe relata que há um ano Márcia decidiu parar de estudar, mostrando desejo de mudar de país. Nos últimos meses, Márcia tem passado grande parte do tempo fazendo companhia a uma prima de sua idade em tratamento oncológico e muito deprimida, a quem Márcia vem tentando ajudar.

Com base na situação hipotética acima apresentada e nas diferentes teorias da personalidade, julgue o item a seguir.

Segundo a teoria comportamental, os medos de Márcia têm propriedades negativamente reforçadoras, uma vez que a enviam para o pronto-socorro, onde ela recebe atenção e é retirada de suas responsabilidades escolares, por exemplo.

Julgue o item seguinte quanto às diferentes técnicas psicoterápicas.

A terapia comportamental baseia-se em alguns princípios e teorias da aprendizagem para explicar tanto o surgimento como a eliminação de sintomas psicopatológicos mediante a aplicação de suas técnicas. Essas técnicas incluem o condicionamento clássico, o condicionamento operante, a aprendizagem social, a inibição recíproca e a dessensibilização sistemática.

Acerca do processo terapêutico comportamental, julgue o item subseqüente.

A hierarquia de ansiedade é uma lista de estímulos reforçadores que o terapeuta utiliza quando o paciente emite respostas adequadas em ambiente ansiogênico.

Acerca do processo terapêutico comportamental, julgue o item subseqüente.

Freqüência, intensidade e duração da resposta são elementos essenciais à análise funcional.

Acerca do processo terapêutico comportamental, julgue o item subseqüente.

Se não houver inconveniente específico, o processo terapêutico comportamental de queixas múltiplas é mais eficiente quando se começa pela queixa mais fácil ou mais rápida de se tratar em vez da queixa mais complexa ou mais demorada.