Filtrar por:

Os seus filtros aparecerão aqui.

Foi encontrada 34 questões

De acordo com Phillipe Perrenoud uma avaliação a serviço da seleção seria a avaliação tradicionalmente associada à criação de hierarquias de excelência nas quais Os alunos são comparados e depois classificados em virtude de uma norma de excelência, definida no absoluto ou encarnada pelo professor e pelos melhores alunos. Por outro lado, uma avaliação a serviço da aprendizagem, também denominada de “avaliação formativa” possui como objetivo
A Avaliação Formativa não tem como objetivo classificar ou selecionar. Fundamenta-se nos processos de aprendizagem em seus aspectos cognitivos, afetivos e relacionais; alem de fundamentar-se, também, em aprendizagens significativas e funcionais que se aplicam em diversos contextos e atualizam-se o quanto for preciso para que se continue a aprender.
 
O sentido definitivo de um processo de avaliação formativa deve ser:
 
I. - Contribuir para o desenvolvimento das capacidades dos alunos, por converter em uma ferramenta pedagógica, que melhora a aprendizagem do aluno e a qualidade do ensino.
 
II. - Avaliar o que se ensina, encadeando a avaliação no mesmo processo de ensino-aprendizagem.
 
III. - Falar em avaliação inicial (avaliar para conhecer melhor o aluno e ensinar melhor) e avaliação final (avaliar ao finalizar um determinado processo didático) que só é possível neste contexto
 
IV. – Acompanhar o desenvolvimento do aluno em processo contínuo, cumulativo, descritivo e valorativo.
 
V. – Desenvolver o ensino aprendizagem, partindo de um processo de diagnostico, de controle, de cognição e de descrição valorativa..
 
É correto afirmar que:
A avaliação das atividades artísticas tem sido muito polemizada, pelas complexidades que envolve, principalmente quando se refere ao estabelecimento de critérios e à expressão de julgamentos sobre a produção estética e expressiva (visual, dramática, musical, poética). Por outro lado, avaliar é preciso: necessitamos de mais subsídios para discuti-la mais detalhadamente. Considerando que a avaliação é um meio e não um fim em si mesma, Luckesi elabora sugestões para um novo modo de praticar a avaliação escolar:
 
1 - assumir um posicionamento pedagógico indefinido, de modo a orientar a prática pedagógica no planejamento, na execução e na avaliação;
2 - conscientizar cada educador para os novos rumos da prática educacional, fazendo com que este, ao planejar suas atividades de ensino, estabeleça de antemão o mínimo necessário a ser aprendido pelo aluno;
3 - resgate da avaliação em sua essência constitutiva, fazendo desta, ,efetivamente, um julgamento de valor sobre manifestações relevantes da realidade para uma tomada de decisão;
4 - restabelecer a função diagnóstica da avaliação, considerando-a como auxiliar do professor no reconhecimento dos caminhos percorridos e na identificação dos caminhos a serem perseguidos.
 
Estão corretas as afirmativas:
A avaliação precisa ser realizada com base nos conteúdos, objetivos e orientação do projeto educativo em Arte. Assinale a alternativa incorreta, a qual não se pode considerar para a construção do conhecimento.
Segundo José Carlos Libâneo (1994), o planejamento escolar é uma tarefa docente que inclui tanto a previsão das atividades em termos de organização e coordenação em face dos objetivos propostos, quanto a sua revisão e adequação no decorrer do processo de ensino. O planejamento é um meio para programar as ações docentes, mas é também um momento de pesquisa e reflexão intimamente ligado à avaliação.
 
Há três modalidades de planejamento, articulados entre si. Assinale a alternativa que contempla essas três modalidades corretamente.