Avaliação (Fisioterapia Neurológica)
Por conseguinte, o fenômeno da Internet desafia a capacidade de equalização dos conhecimentos estratégicos para atingir a excelência. No entanto, não podemos esquecer que o surgimento do comércio virtual afeta positivamente a correta previsão do sistema de formação de quadros que corresponde às necessidades.
Do mesmo modo, o surgimento do comércio virtual nos obriga à análise do sistema de participação geral. Por conseguinte, o acompanhamento das preferências de consumo assume importantes posições no estabelecimento dos métodos utilizados na avaliação de resultados.
Homem, 52 anos, apresentou fraqueza no hemicorpo D e tombou no solo, enquanto trabalhava na lavoura. Foi encontrado após algumas horas e transportado ao hospital local. Recebeu diagnóstico de acidente vascular encefálico (AVE) resultante de bloqueio súbito de uma artéria, impedindo o fluxo de sangue para uma região cerebral. Foi encaminhado à fisioterapia e, na avaliação, o paciente apresentava a face direita alterada, incapacidade de mover o braço e a perna direitos, e diminuição da sensibilidade no lado direito do corpo, necessitando de assistência máxima para se movimentar.

Nesse caso, com base na incapacidade decorrente da lesão (sequela), o quadro deste paciente pode ser classificado de
Os reflexos tendíneos profundos (reflexo de estiramento muscular) são parte integrante da avaliação fisioterapêutica de um paciente com sequelas neurológicas. Estes reflexos podem apresentar uma resposta exagerada (hiperativa) ou uma resposta diminuída (hipoativa). O tipo de resposta, respectivamente, sugere o local da lesão em:
Mariano, 55 anos, recebeu o diagnóstico de doença pulmonar obstrutiva crônica há 2 semanas e foi encaminhado para fisioterapia. O fisioterapeuta observou em Mariano, respiração com lábios cerrados e uso da musculatura acessória na inspiração. Estes achados revelam ao fisioterapeuta, dificuldade com a