Avaliação de Paciente Crítico
Considere verdadeiro (V) ou falso (F) as afirmações sobre os mecanismos considerados desencadeadores de hipoxemia na insuficiência respiratória.

( ) Diminuição da PaO2 por redução de O2 ofertado.
( ) Hiperventilação alveolar.
( ) Distúrbios de difusão na membrana alveolocapilar.
( ) Alteração da relação ventilação/perfusão.

A sequência correta de cima para baixo:
Avaliar o nível de consciência em pacientes não sedados é um dos parâmetros mais importantes para definir suas necessidades assistenciais.

A avaliação baseada na abertura ocular, na resposta verbal e na resposta motora é denominada
Em relação à insuficiência respiratória, é correto afirmar:
Considere hipoteticamente um paciente internado na unidade de emergência de um hospital com traumatismo cranioencefálico (TCE). Na escala de Glasgow, ele apresenta as seguintes características: abertura ocular à dor, resposta verbal com palavras inapropriadas e resposta motora com localização da dor.

Com base nesse caso clínico, é correto afirmar que os valores de escore atribuídos na escala correspondem, respectivamente, a
Paciente masculino, 12 anos, cor branca, diabético, chega à unidade de Emergência do hospital com disfunção ventilatória importante. No exame físico, realizado pelo fisioterapeuta, foi identificada frequência respiratória de 35irpm, uso de musculatura acessória, tiragens supraclaviculares e intercostais, saturação de 96%; à ausculta pulmonar, presença de murmúrio vesicular sem ruídos. Descartada hipótese de possível TEP, por não ter nenhum fator associado; negativo para empastamento de panturrilha, idade e exames de imagem. No exame de sangue, consta: glicose de 350mg/dL, gasometria de PaO2= 85mmHg, PaCO2= 25mmHg, HCO3=10mEq/L, base, EB= -8mEq/L, PH= 7,15.

No que se refere ao quadro clínico acima, assinale a alternativa que apresenta a terapêutica mais adequada.