Adolescência (conflitos, indisciplina, drogas, etc.)
Não obstante, a necessidade de renovação processual ainda não demonstrou convincentemente que vai participar na mudança das posturas dos órgãos dirigentes com relação às suas atribuições. Todavia, a consulta aos diversos militantes obstaculiza a apreciação da importância das formas de ação. No entanto, não podemos esquecer que o consenso sobre a necessidade de qualificação faz parte de um processo de gerenciamento das condições financeiras e administrativas exigidas.
Se considerarmos as reflexões de Macedo (2010) em defesa do discurso da regra na escola e as de Vasconcellos (2010), sobre as relações do trabalho docente com a disciplina e a indisciplina na escola, pode-se compreender a possibilidade de um trabalho educativo escolar consistente, que contribua para
Existem diferentes maneiras de conceituar a adolescência. O seguinte conceito se aproxima de uma visão crítica:
O usuário de drogas pode ser classificado segundo o nível de experimentação ou de dependência. Constituem-se como classificações:
A agressividade pode se traduzir em atos impulsivos de natureza violenta e conflituosa na relação interpessoal dos alunos. Nesses casos, cabe à escola: