Filtrar por:

Os seus filtros aparecerão aqui.

Foi encontrada 9 questões

Muitas mudanças sociais e políticas vêm ocorrendo ao longo dos tempos em nosso território nacional. Durante o período colonial e imperial essas mudanças eram lentas e graduais, porém, a partir da década de 1930 passaram a formatar grandes mudanças. Dentre as opções abaixo uma apresenta características verdadeiras que desencadearam essas mudanças, aponte-a:
Com a gradativa transferência da hegemonia econômica e política das classes com interesses e mentalidade urbanos, o padrão de relacionamento entre diferentes grupos está se alterando. Queiroz, por exemplo, argumenta que a sociedade global brasileira é atualmente “sociedade urbana”. Ela sustenta que enquanto no passado certos processos sociais tinham lugar em uma sociedade global agrária, na qual a cidade estava subordinada ao campo, hoje em dia eles se dão em uma sociedade que é crescentemente caracterizada por traços urbanos, na qual a cidade tende sempre mais a dominar o campo, que fica assim relegado a uma posição subordinada e também inferior.
 
A transformação do Brasil em uma sociedade cada vez mais urbana ocorre por meio de vários processos.
 
O primeiro é constituído pela ainda incipiente penetração de relações capitalistas no campo, acarretando a proletarização dos camponeses e agricultores mais pobres, que acabam migrando para as cidades em busca de trabalho.
 
O segundo se manifesta pela pressão sobre a terra, causada em certas áreas rurais, onde a introdução (a partir da cidade) de melhoramentos sanitários e higiênicos (vacinas, antibióticos etc.) ocasiona uma diminuição da mortalidade infantil e um conseqüente aumento de população que não é absorvida por causa das limitações sociais e físicas do meio rural. 
 
Ruben George Oliven. Urbanização e mudança social no
Brasil. Petrópolis: Vozes, 1980, p. 67-8 (com adaptações).
 
Com base nas informações do texto acima, julgue o item a seguir, referentes à antropologia urbana.
 
A maior parte das afirmações sobre a urbanização da sociedade brasileira no texto está superada.
Com a gradativa transferência da hegemonia econômica e política das classes com interesses e mentalidade urbanos, o padrão de relacionamento entre diferentes grupos está se alterando. Queiroz, por exemplo, argumenta que a sociedade global brasileira é atualmente “sociedade urbana”. Ela sustenta que enquanto no passado certos processos sociais tinham lugar em uma sociedade global agrária, na qual a cidade estava subordinada ao campo, hoje em dia eles se dão em uma sociedade que é crescentemente caracterizada por traços urbanos, na qual a cidade tende sempre mais a dominar o campo, que fica assim relegado a uma posição subordinada e também inferior.
 
A transformação do Brasil em uma sociedade cada vez mais urbana ocorre por meio de vários processos.
 
O primeiro é constituído pela ainda incipiente penetração de relações capitalistas no campo, acarretando a proletarização dos camponeses e agricultores mais pobres, que acabam migrando para as cidades em busca de trabalho.
 
O segundo se manifesta pela pressão sobre a terra, causada em certas áreas rurais, onde a introdução (a partir da cidade) de melhoramentos sanitários e higiênicos (vacinas, antibióticos etc.) ocasiona uma diminuição da mortalidade infantil e um conseqüente aumento de população que não é absorvida por causa das limitações sociais e físicas do meio rural. 
 
Ruben George Oliven. Urbanização e mudança social no
Brasil. Petrópolis: Vozes, 1980, p. 67-8 (com adaptações).
 
Com base nas informações do texto acima, julgue o item a seguir, referentes à antropologia urbana.
 
O acelerado processo de urbanização da sociedade brasileira tem ensejado a subordinação do meio rural à mentalidade e aos processos citadinos, conforme as idéias apresentadas no texto.
As grandes revoluções dos tempos modernos, segundo Tocqueville, seriam aquelas que instauram
No processo de urbanização da sociedade brasileira, Sérgio Buarque de Holanda concebe que a habitação em cidades é essencialmente antinatural, associa-se a manifestações do espírito e da vontade, na medida em que se opõe à natureza. Neste sentido, para muitas nações conquistadoras, a