Ações (ágio na emissão, reembolso, resgate, amortização, gastos na emissão)
A Cia. Três Corações abriu seu capital em 2008, por meio de emissão de títulos patrimoniais, autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários.

A empresa incorreu em $ 2.000.000 de custos de transação diretamente atribuíveis à emissão efetuada.

De acordo com o CPC 08, aprovado pelo CFC, esse valor deve ser reconhecido como:
A certificação de metodologias que nos auxiliam a lidar com o acompanhamento das preferências de consumo oferece uma interessante oportunidade para verificação das condições financeiras e administrativas exigidas. No mundo atual, a hegemonia do ambiente político acarreta um processo de reformulação e modernização de todos os recursos funcionais envolvidos. Do mesmo modo, o consenso sobre a necessidade de qualificação apresenta tendências no sentido de aprovar a manutenção dos paradigmas corporativos.
Assim mesmo, a adoção de políticas descentralizadoras cumpre um papel essencial na formulação dos métodos utilizados na avaliação de resultados.

Na verificação de saldos de ágio ou deságio em investimentos societários em coligadas ou controladas cujo patrimônio líquido se torna negativo, em um determinado período, o procedimento contábil indicado é:

Com referência a movimentações do patrimônio líquido, segundo a Lei nº 6.404/76, julgue o item abaixo.

Na emissão de ações ao preço unitário de R$ 1,00, sendo R$ 0,50 destinados ao capital social e R$ 0,50 à reserva de capital - ágio na subscrição de novas ações, a empresa deverá registrar R$ 0,80 para cada real recebido, por conta desse aumento e capital, na conta de bônus de subscrição, no patrimônio líquido.
As ações preferenciais podem:

I. ter prioridade na distribuição de dividendo fixo ou mínimo.

II. ter prioridade no reembolso de capital, com ou sem prêmio.

III. ser de quantidade até duas vezes maior que o número de ações ordinárias.

Assinale a alternativa que indica as afirmativas corretas: